29 de junho de 2012

Amor e Carinho



Na evocação do pensamento,
Revivo nossos momentos.
Corpus unidos, bocas, salivas
pêlo, pele, calor e umidade
Carinho na cor vermelha,
Paixão sem alternativas
O prazer escorrendo entre os dedos
Nossos segredos...
Teus medos...

Alma em festa,
Tu entre as flores,
desfolhando  meus amores
Mais que amores-perfeitos
Emoções refeitas
Em cama desfeita.

Tua face projetada no azul celeste
anjos brincavam de roda
Enquanto explodia o amor
fogos de artifícios enfeitavam o céu.
Eu, despida das vestes do pudor,
Enfeitada apenas com o véu.
suave era a música
Seco e suave era o vinho.
Leve era o toque de carinho.

A ânsia de te ter  tão vagamente vazio,
Enchia-me o imaginário de fantasia
Amor e carinho, carinho e amor
O pássaro no ninho, encontrando seu pouso
Um sentimento profundo, quase dor.
Um guerreiro em seu repouso.

Uma ternura profunda,
que dói no fundo da alma
Fogo que consome sem queimar
A germinação do indisível,
natureza a renascera a brotar
do mel de teu olhar
pedindo-te mais
O marulhar de meus seios...
tua boca,  teus anseios.
Chorei na concha de minhas mãos
Cheias de carinho e amor
Vazias de ti, poema!

Tereza da Praia
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...