16 de fevereiro de 2009







Coisas de Pele
.
.
Coisas de pele, coisas de desejo.
Coisa de corpos nus entrelaçados.
Coisas olhares tortos, revirados.
Coisas de língua muito além do beijo.
.
Coisas de êxtase, se puxar cabelos.
Coisas de músculos empedrejados.
Coisas de seios rijos excitados.
Coisas de líquido encharcando pêlos.
.
Coisas de química, coisas de entrega.
Coisas de coxas que de tanto esfrega
Chega-se ao ápice de uma forma insana.
.
E após o gozo, vai-se alegremente,
Dentre os gametas quem chegar a frente
Perpetuar o dom da Raça Humana.
.
.

Um comentário:

jenario de fátima disse...

Porque não colocou meu nome no Poema? este poema é meu. Isso se chama direitos autorais. Mesmo assim, beijo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...